"Nessa hora os homens compreenderão que, mesmo à margem da vida, ainda,

vivo, porque a minha existência se transmudou em cores e o branco

já se aproxima da terra para exclusiva ternura dos meus olhos"

© 2012 . Murilo Rubião . Todos os direitos reservados