Bibliografia sobre a vida e obra de Murilo Rubião

OBS: mais informações sobre a bibliografia de/sobre Murilo Rubião poderão ser obtidas no site do Suplemento Literário do Minas Gerais.

I - Bibliografia de Murilo Rubião

O EX-MÁGICO (contos). Rio de Janeiro: Universal, 1947.
A ESTRELA VERMELHA (contos). Rio de Janeiro: Hipocampo, 1953.
OS DRAGÕES E OUTROS CONTOS. Belo Horizonte: Movimento – Perspectiva, 1965.
O PIROTÉCNICO ZACARIAS (contos). Pref. de Davi Arrigucci Jr. São Paulo: Ática, 1974, 13a ed., 1988.
O CONVIDADO (contos). Pref. de Jorge Schwartz. São Paulo: Quíron, 1974. 3a ed. 1983, Ática.
A CASA DO GIRASSOL VERMELHO (contos). Pref. de Eliane Zagury. São Paulo: Ática, 1978. 3a ed., 1980.
O PIROTÉCNICO ZACARIAS – A CASA DO GIRASSOL VERMELHO (edição dupla). São Paulo: Clube do livro, 1988.
O HOMEM DO BONÉ CINZENTO E OUTRAS HISTÓRIAS. São Paulo: Ática, 1990.
CONTOS DE MURILO RUBIÃO. (Coleção O Encanto do Conto). São Paul: Difusão Cultural do Livro, 2004.

I.1 - No estrangeiro

THE EX-MAGICIAN AND OTHER STORIES. New York: Harper & Row, 1979. 2ª ed. (em paperback). Avon Books, 1984.
DER FEUERWERKER ZACHARIAS. Frankfurt: Shrkamp Verlag, 1981.
DUM U CERVEKÉ SLUNECNICE. Praga (Tchecoslováquia): Odeon, 1986.

I.2 - Contos publicados em jornais e revistas estrangeiras (traduções)

HOST DO DOMU. Praga, Tchecoslováquia: 1970, nº XVII. Conto publicado: “Bývalý Kouzelník z hospody Minho” (O Ex-Mágico da Taberna Minhota).
FRANKFURTER ALLGEMEINE ZEITUNG. Donennertag, 13.03.69 (Alemanha). Conto publicado: “Die Drachen” (Os Dragões).
REVISTA NACIONAL DE CULTURA. Instituto Nacional de Cultura y Bellas Artes, Caracas, Venezuela: octubre/noviembre/deciembre 1967. Conto publicado: “El Ex-Mago de la Taberna Miñota”.
SVETOVA LITTERATURA. Praga, Tchecoslováquia: dezembro de 1969. Conto publicado: “Kralicek Teleco” (Teleco o Coelhinho – trad. Paula Lidmilová).

I.3 - Contos incluídos em antologias

A ARMADILHA. Para gostar de ler. São Paulo: Ática, 1984.
A ARMADILHA. Leituras Contemporâneas Brasileiras. Washington D.C: Brazilian American Cultural Institute, 1970.
BÁRBARA. Contistas Brasileiros. (New Brazilian Short Stories). Rio de Janeiro: Revista Branca, 1956.
BÁRBARA. Antologia brasileira de humorismo. Rio de Janeiro: Editora do Autor, 1965.
BÁRBARA. Brasil, Prosa e Poesia. New York: Las Americas Publishing, 1969.
BÁRBARA. L’occhio dall’altra parte. Vanni Scheiwiller. Milão: 1978.
A CASA do Girassol Vermelho. Erotismo no conto brasileiro. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1980.
O EDIFÍCIO. O novo conto brasileiro. Rio de Janeiro:Nova Fronteira, 1985.
EL EX-MAGO. Pequeña antologia de cuentos brasileños. Buenos Aires: Editorial Nova, janeiro de 1946.
O EX-MÁGICO da Taberna Minhota. Antologia dos escritores novos do Brasil. Rio de Janeiro: Revista Branca, 1949.
O EX-MÁGICO da Taberna Minhota. O conto mineiro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1959.
O EX-MÁGICO da Taberna Minhota. O conto na vida burocrática. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1960.
DER EXZAUBERER. Der Taverne Minhota. (O ex-mágico da Taberna Minhota). Alemanha Ocidental: Horst Erdmann Verlag, 1967.
O EX-MÁGICO da Taberna Minhota. Vinte Contos brasileiros. Washington D.C: R. Anthony Castagnaro, Editor Georgetown University Press, 1980.
O EX-MÁGICO da Taberna Minhota. Os buracos da máscara. (Antologia de contos fantásticos). São Paulo: Brasiliense, 1985.
A FLOR de vidro. O conto brasileiro contemporâneo. São Paulo: Cultrix, 1975.
A FLOR de vidro. Contos da terra do conto. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1986.
GMACH. (O edifício). Krakow, Polônia, Wydaw mictwo Licterackie, 1977.
GODOFREDO Ter-Navn. (Os três nomes de Godofredo). Latin-Amerikanse noveller. Noruega: Den Norsker Bokklubben, 1980.
L’HOMME à la casquette grise. Contos e crônicas de expressão portuguesa. Bilíngüe, Paris: 1986.
O HOMEM do boné cinzento. Setecontos/setecantos. Volume III. São Paulo: FTD, 1987.
MARIAZINHA. Mulheres e mulheres. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1978.
A NOIVA da casa azul. Mulheres e mulheres. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1978.
OFÉLIA, meu cachimbo e o mar. Contos Brasileiros. (Seleção por Graciliano Ramos). Rio de Janeiro: José Olympio, 1956.
OFÉLIA, meu cachimbo e o mar. O moderno conto brasileiro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.
TELECO, el conejito. (Teleco, o coelhinho). Nuevos Cuentistas brasileños. Caracas, Venezuela: Monte Avila Editores, 1969.
TELECO, o coelhinho. Menino no quintal. Belo Horizonte: Lemi, 1978.
OS TRÊS nomes de Godofredo. O conto brasileiro contemporâneo. (Seleção de Alfredo Bosi). São Paulo: Cultrix, 1975.
OS TRÊS nomes de Godofredo. Antologia do conto fantástico latino-americano. Plodvdiv, Bulgária:. Danov, 1979.
TELECO, o coelhinho. Contos mineiros. São Paulo: Ática, 1984.
TELECO, o coelhinho. Para gostar de ler. São Paulo: Ática, 1984.

II - Bibliografia sobre Murilo Rubião publicada em jornais, revistas e livros

II.1 - Sobre O ex-mágico
ALVES, J. Guimarães. A Crítica Brasileira. Diário da Tarde, Belo Horizonte, 27 nov. 1947.
ALVES, J. Guimarães. Revelações de um livro novo. Diário da Tarde, Belo Horizonte, 12 nov. 1947.
ANDRADE, Carlos Drummond de. Estética do Absurdo. Minas Gerais, Belo Horizonte, 3 dez. 1947.
ANDRADE, Carlos Drummond de. Estética do Absurdo. Estado de Minas , Belo Horizonte, jul. 1951.
ANDRADE, Moacir de. O ex-mágico. Estado de Minas, Belo Horizonte, 3 dez. 1947.
APPEL, Carlos Jorge. O ex-mágico da Taberna Minhota. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 8 nov. 1969.
ARRIGUCCI, Davi. Minas, assombro e anedotas (os contos fantásticos de Murilo Rubião). In: SEMINÁRIO DE FICÇÃO MINEIRA 2, Belo Horizonte, Conselho Estadual de Cultura, 1983. 44 p.
BASTIDE, Roger. Romances Daqui e d’Alhures. Suplemento Literário de A Manhã, Rio de Janeiro, 15 ago. 1948.
BEATY, Jack. The ex-magician and other stories by Murilo Rubião. The New Republic, Washington D.C.,10 fev.1979.
BELEZA, Newton. Contribuições à poesia e ao conto. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 23 out. 1949.
BRITO, Monte. Os cronistas da informidade. O Jornal, Rio de Janeiro, 16 nov.1947.
CANÇADO, Melo. O ex-mágico. O Diário, Belo Horizonte, 6 mar.1948.
CARPEAUX, Otto Maria. A civilização mineira é um fenômeno vivo. Folha de Minas, Belo Horizonte, 3 fev. 1948.
CASASANTA, Mário. O ex-mágico. Folha de Minas, Belo Horizonte, 3 jan.1948.
CASTELO BRANCO, Wilson. Personagens perdidos no deserto. Suplemento da Folha de Minas, Belo Horizonte, 21 dez.1947.
CASTELO BRANCO, Wilson. “Suplemento” de O Jornal, Rio de Janeiro, 4 jan.1947.
CAVALCANTI, Waldemar. Restos de sonho. O Jornal, Rio de Janeiro, 16 nov. 1947.
CÉSAR, Guilhermino. Livros e idéias. Província de São Pedro, Porto Alegre, mar./jun. 1948.
CLEMENTE, José. O ex-mágico. Estado de Minas, Belo Horizonte, dez. 1947.
COELHO, Saldanha. Faces de uma geração. Suplemento do Diário de Minas, Belo Horizonte, 9 jul. 1950.
CONDÉ, João. O ex-mágico. A Manhã, Rio de Janeiro, 11 dez. 1949.
CONDÉ, José. Noticiário da semana. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 16 nov. 1947.
COSTA, Edson Bonifácio. Murilo Rubião. Minas Gerais, Belo Horizonte, 7 fev. 1948.
DORNAS, João. O modernismo. In: - Notas para a História da Literatura Mineira. Belo Horizonte, 1960.
DRUMMOND, Roberto. Bola na marca. Estado de Minas, Belo Horizonte, 7 maio 1973.
ETIENNE FILHO, João. Convidando uma geração a depor. O diário, Belo Horizonte, 15 jun. 1943.
ETIENNE FILHO, João. Esquema de uma geração. Mensagem, Belo Horizonte, 15 mar 1944.
ETIENNE FILHO, João. Murilo Rubião. O diário, Belo Horizonte, 14 ago 1965.
“Falando francamente”, Folha de Minas, Belo Horizonte, 02 out 1949.
FIGUEIREDO, Guilherme. O ex-mágico. Diretrizes, Rio de Janeiro, 5 abr.1948.
FIGUEIREDO, Wilson. O ex-mágico. Estado de Minas, Belo Horizonte, 7 nov.1947.
GONÇALVES, Floriano. Dois contistas. Literatura, Rio de Janeiro, out./dez. 1948.
GUIMARAENS FILHO, Alphonsus de. De um caderno existente. O diário, Belo Horizonte, 8 jan. 1948.
GUIMARAENS FILHO, Alphonsus de. Um contista. Folha de Minas, Belo Horizonte, 8 ago 1957.
HORTA, Cid Rebelo. Com um pé na terra e outro no país das fadas. Folha de Minas, Belo Horizonte, 23 nov. 1947.
“Inquérito: que prepara para 1941?” O diário, Belo Horizonte, 8 jun 1941.
LEITE, Octávio Dias. Capa contra capa, Minas Gerais, Belo Horizonte, 10 ago 1966.
LEITE, Octávio Dias. Em tempo. Diário de Minas, Belo Horizonte, 6 nov. 1963.
LINHARES, Temístocles. Situação do conto no Brasil. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 28 fev. 1972. Suplemento Literário.
LINHARES, Temístocles. Um novo contista. Estado de São Paulo, São Paulo, 17 ago 1948. Suplemento.
LOBATO, Manoel. Murilo Rubião, o mestre do absurdo. A Gazeta, Vitória, 8 abr. 1967. Republicação.
LINS, Álvaro. Os novos. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 2 abr.1948.
LUCAS, Fábio. Contista Brasileiros. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 2 nov. 1957.
LUCAS, Fábio. Província em festa. Diário de Minas, Belo Horizonte, 3 mai 1953. Suplemento.
LUCAS, Fábio. Uma tendência na ficção mineira. Estado de Minas, Belo Horizonte, 10 nov. 1957. Suplemento.
LUSO, João. O ex-mágico. Revista da semana. Rio de Janeiro, nov. 1948
LYS, Edmundo. Um discípulo de Kafka. Revista da Semana, Rio de Janeiro, fev 1950.
MACHADO, Amélia Carmen. Murilo Rubião. Diário de Minas, Belo Horizonte, 3 nov. 1963. Suplemento.
MACHADO FILHO, Aires da Mata. O sempre mágico. Diário de Notícias, Rio de Janeiro, 22 fev. 1948.
MARINA, Anna. Murilo Rubião, quatro anos de Espanha. Estado de Minas, Belo Horizonte, 3 nov. 1963. Suplemento.
MARTINS, Cyro. Notas de Leitura. Horizonte, Porto Alegre, 1950.
MARTINS, Franc. O ex-mágico. Clã, Fortaleza, fev. de 1948.
MATOS, Mário. Poetas e prosadores. Alterosa, Belo Horizonte, maio 1946.
MEIRA, Mauritônio. Um contista mineiro. Diário de Minas, Belo Horizonte, 22 fev. 1953.
MENDES, Oscar. Dois contistas. O Diário, Belo Horizonte, 4 dez. 1947.
MILLIET, Sérgio. O ex-mágico. O Estado de S. Paulo, 3 dez. 1947.
MORAIS, José. Estilo. Folha de Minas, Belo Horizonte, 19 jan. 1945.
“Murilo Rubião, retrato de corpo inteiro”. O diário, Belo Horizonte, 9 nov. 1952.
“Lê muse sul sofá”. Momento Sera, Roma, 27 dez 1958.
“Os novos”. Panorama, Belo Horizonte, nov. 1947.
OLIVEIRA TORRES, João Camilo. Ficção. Folha de Minas, Belo Horizonte, 18 jan. 1948.
“A opinião de Murilo Rubião”. Diário de Minas, Belo Horizonte, 2 abr 1950.
PAREJA, Miguel Donoso. Nuevos cuentistas brasileños. El dia, México 27 jul. 1973.
PENIDO, Suarez. O ex-mágico. Folha de Minas, Belo Horizonte, 4 jul. 1948.
PELEGRINO, Hélio. Espelho dos escritores. Revista da Semana, Rio de Janeiro, jan. 1954.
PEREZ, Renard. Murilo Rubião. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 11 fev 1956.
PÓLVORA, Hélio. Fundamentos do moderno conto brasileiro. Cultura, Ministério da Educação, Brasília, jul./set. 1971.
“O prêmio Othon Lynch da Academia”. Alterosa, Belo Horizonte, mar 1953.
RAMOS, Maria Luiza. Meia hora com Murilo Rubião. Diário de Minas, Belo Horizonte, 24 mai. 1953.
RESENDE, Otto Lara. Adesão ao herói de nosso tempo. Estado de Minas, Belo Horizonte, 7 dez. 1947.
“Revisão do modernismo”. Jornal de Letras, Rio de Janeiro, 15 out 1949.
ROCHA, Antônio. Conversa com Murilo Rubião (na rua do Ouro). Diário Carioca, Rio de Janeiro, 19 set 1954.
RUBIÃO, Murilo. Os arquivos imperfeitos. Suplemento de A manhã, Guanabara. 11 fev. 1949.
SALES, Fritz Teixeira de. O que se faz em Minas. Leitura, Rio de Janeiro, 1943.
SALES, Fritz Teixeira de. O ex-mágico. Folha de Minas, Belo Horizonte, 1º dez. 1948.
SILVA, Álvares da. Artistas Mineiros. O Cruzeiro, Rio de Janeiro, 21 out. 1948.
SILVA, Jair. Murilo Rubião. Estado de Minas, Belo Horizonte, 9 nov. 1947.
SILVEIRA, Alcântara. O ex-mágico. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 5 fev. 1948.
SILVEIRA, Joel. Galo e morcego. Diário de Notícias, Rio de Janeiro, 21 out. 1949.
TORRES, João Camilo de Oliveira. Dons poéticos de Murilo Rubião. O diário, Belo Horizonte, 15 set 1965.
TORRES, João Camilo de Oliveira. Revistas em revista, Belo Horizonte, 9 jul 1944.
TRIQUARTERLY. Contemporary Latin American Literature. Evanston, Illinois, 1968/69.
VIEIRA, José Geraldo. Alguns prosadores novos. Jornal de Notícias, 11 abr. 1948.
II.2 - Sobre A estrela vermelha
ÁVILA, Affonso. Um mestre do conto. Estado de Minas, Belo Horizonte, 13 dez. 1953.
FIGUEIREDO, Wilson. A estrela vermelha. Horizonte, Porto Alegre, dez. 1953.
LUCAS, Fábio. Murilo Rubião e a realidade menor. Diário Carioca, Rio de Janeiro, 11 abr. 1954.
II.3 - Sobre Os dragões
ALENCAR, Cosette de. A volta do mágico. Diário Mercantil, Juiz de Fora, 22 jun. 1965.
ALMEIDA, Márcio. O suplemento literário: presença no mundo. Gazeta de Minas, Belo Horizonte, mar. 1969.
ANDRADE, Carlos Drummond de. Estética do Absurdo. Minas Gerais, Belo Horizonte, dez. 1947.
ANRADE, Euclides Marques. Não foram ouvidas as crianças. O Diário, Belo Horizonte, 18 set. 1996.
ARAÚJO, Lais Corrêa de. Universo Simbólico, universo lírico. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 15 out. 1966.
ARAÚJO, Paulo. Literatura e arredores. Jornal da cidade, Belo Horizonte, 1 abr. 1969.
AZEVEDO, Jorge. Os dragões. City News, São Paulo, 6 fev. 1966.
BANDEIRA, Antônio Rangel. Os dragões. City News, São Paulo, 6 fev. 1966.
BARBOSA, Rolmes. A semana e os livros. Suplemento de O Estado de S. Paulo. São Paulo, 5 fev. 1966.
CAMPOMIZZI FILHO. Os dragões e outros contos. Diário Mercantil, Juiz de Fora, 2 fev. 1966.
CAMPOS, Paulo Mendes. Um conto em vinte e seis anos. Manchete, Rio de Janeiro, 8 maio 1971.
CARVALHO, José Augusto. Rubião, mestre do absurdo. A Gazeta, Vitória, 4 fev. 1967.
CASTELO BRANCO, Wilson. A atualidade bíblica de Os dragões e outros contos. Estado de Minas, Belo Horizonte, 3 out. 1965.
CAVALCANTI, Waldemar. Jornal Literário. O Jornal, Rio de Janeiro, 10 dez. 1965.
CLEMENTE, José. Murilo Rubião e os dragões. Estado de Minas, Belo Horizonte, 15 jun. 1965.
COELHO, Nelly Novaes. Os dragões e ... Suplemento dO Estado de S. Paulo, São Paulo, 6 ago. 1965.
CUNHA, Fausto. Situação do conto e um contista. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 8 abr. 1966.
D’ELIA, Antônio. Descem de Minas os dragões, o quase morto poeta, o Anatólio. Suplemento do Diário de São Paulo, São Paulo, 29 ago.1965.
DEODATO, Alberto. Dois livros e dois autores. Estado de Minas, Belo Horizonte, 5 nov. 1965.
DOMAN, Larry W. Estudo das epígrafes em Os dragões de Murilo Rubião. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 30 maio 1970.
EULÁLIO, Alexandre. Animais de estimação. Suplemento de O Globo, Rio de Janeiro, 26 jun. 1965.
FARIA, Octávio de. Valores a consagrar. Suplemento do Jornal do Comércio, Rio de Janeiro, 25 dez. 1965.
GOMES, Fernando. O ex-mágico volta a atacar. Suplemento do Estado de Minas, Belo Horizonte, 16 maio 1965.
LEITE, Octávio Dias. Os dragões e outros contos. Diário de Minas, Belo Horizonte, 20 jun. 1965.
LINHARES, Temístocles. Situação do conto no Brasil. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 1971.
MACHADO FILHO, Aires da Mata. Coisas espantosas. Suplemento do Estado de Minas, Belo Horizonte, 4 jul. 1965.
MARTINS, Wilson. Folha de Temperatura. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 19 fev. 1966.
MENDES, Oscar. O real e o fantástico. Estado de Minas, Belo Horizonte, 19 set. 1968.
MENDONÇA, Cyro. Ex-mágico lança Dragão. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 16 maio 1965.
MORAES, Eneida de. Paisagem Literária deste Momento. Diário de Notícias, Rio de Janeiro, 26 set. 1965.
MORAES, Santos. Um livro de contos. Gazetilha literária do Jornal do Comércio, Rio de Janeiro, 28 jul. 1965.
MOREIRA, Edson. Homenagem a Murilo Rubião. Estado de Minas, Belo Horizonte, 27 nov. 1965.
MOURÃO, Rui. Um discípulo de Machado. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 14 jul. 1974.
NEDER, Lygia. O dragão e seu mundo onírico. Suplemento literário do Minas Gerais, 1 out. 1966.
O ARTESÃO do Irreal. Visão, São Paulo, 26 dez. 1965.
OLINTO, Antônio. Um contista em busca da humilde realidade. O Globo, Rio de Janeiro, 22 ago. 1968.
OLIVEIRA, Martins de. Letras e notas. Suplemento Literário do Estado de Minas, Belo Horizonte, 23 jan. 1966.
PÓLVORA, Hélio. Os dragões. Jóia, Rio de Janeiro, ago. 1965.
PÓLVORA, Hélio. O realismo do absurdo. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 21 ago. 1965. Caderno B.
PORTUGAL, Henrique Furtado. Da China não mais virão quinquilharias. Correio Popular, Campinas, 12 abr. 1972.
PORTUGAL, Henrique Furtado. Os Dragões e outros contos. Minas Gerais, Belo Horizonte, 6 abr. 1972.
PY, Fernando. Entre o real e o fantástico. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 11 set. 1965.
REZENDE, Sebastião. Estudo sobre Os dragões de Murilo Rubião. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 14 mar. 1974.
SAMPAIO, Márcio. Os bons das letras. Diário de Minas, Belo Horizonte, 22 dez. 1965.
SARAIVA, Paulo. O mito de Sísifo e o edifício. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 21, jun. 1967.
SCHNEIDER, Carmen. Murilo Rubião e Os dragões. Estado de Minas, Belo Horizonte, 10 dez. 1972.
SCHWARTZ, Jorge. O fantástico em Murilo Rubião. Planeta, São Paulo, 25 set. 1974.
SILVA, Maria Consuelo Santos Ribeiro da. O sentido trágico de Alfredo, conto de Murilo Rubião. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 12 jul. 1957.
TEIXEIRA, Lucy. Notas sobre um conto de Murilo Rubião. Suplemento do Estado de Minas, Belo Horizonte, 20 mar. 1966.
XAVIER, Lívio. Da imaginação à realidade: dois contistas. Artes, São Paulo, mar. 1966.
ZAGURY, Eliane. Murilo Rubião. Cadernos Brasileiros, Rio de Janeiro, jul./ago. 1966.
II.4 - Sobre O Pirotécnico Zacarias:
AGUIAR, Flávio. Um livro fantástico. Última Hora. São Paulo, 5 out. 1974.
ARAÚJO, Paulo. Roteiro. Jornal de Minas, 10 jun. 1975.
BRANCO, Joaquim. Pirotexto para murilotécnico. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 28 jun. 1975.
CAMPOMIZZI FILHO. Zacarias fogueteiro. Cidade de Ubá, Ubá, 23 nov. 1974.
CHAMMA, Foed Castro. Reflexões à margem de O pirotécnico Zacarias. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 21 dez. 1974.
CLEMENTE, José. O fantástico de Murilo Rubião. Estado de Minas, Belo Horizonte, 22 out. 1974.
COUTINHO, Edilberto. No habló, não estava com nada. O Globo, Rio de Janeiro, 7 abril 1977.
DEODATO, Alberto. Murilo Rubião. Estado de Minas, Belo Horizonte, 8 jan. 1974.
DUPONT, Wladir. Murilo Rubião, um mágico corajoso. Folha da Tarde, São Paulo, 22 nov. 1986.
FISCHER, Almeida. O mundo fantástico de Murilo Rubião. Diário de Brasília, Brasília, 9 mar. 1975.
GOMES, Duílio. O fantástico Rubião. Estado de Minas, Belo Horizonte, 27 nov. 1974.
JANUZZI, Déa Lúcia. O mágico Murilo Rubião. Estado de Minas, Belo Horizonte, 17 out. 1974.
LAURIA, Márcio José. O interminável edifício. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 20 dez. 1975.
MACHADO, Rubem Mauro. Um mestre do conto. Sempre reescrito e cada vez melhor. O Globo, Rio de Janeiro, 8 dez. 1974.
MAGALHÃES JÚNIOR, R. Metamorfoses de um contista. Manchete, Rio de Janeiro, 1 fev. 1979.
MARACAJÁ, Robério. Leituras da semana. Jornal da Paraíba, Campina Grande, jul. 1977.
MENDES, Oscar. Fogos de vista. Estado de Minas, Belo Horizonte, 7 jan. 1979.
MOURÃO, Rui. Murilo Rubião – O pirotécnico Zacarias. Colóquio/Letras, Lisboa, 25 maio 1975.
PENIDO, José Márcio. Mundo mágico. Veja, São Paulo, 27 nov. 1974.
PÓLVORA, Hélio. No reino das mágicas. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 2 20 nov. 1974.
SCHWARTZ, Jorge. O fantástico em Murilo Rubião. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 19 out. 1974.
VILLAÇA, Antônio Carlos. As metamorfoses do mágico Murilo Rubião. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 2 nov. 1974.
II.5 - Sobre O Convidado:
ABREU, Caio Fernando. Murilo, buscando um sentido para o absurdo. Jornal da Tarde, São Paulo, 20 maio 1985.
ANDRADE, Euclides Marques. O convidado de Murilo Rubião. Estado de Minas, Belo Horizonte, 16, maio 1975.
ARAÚJO, Laís Corrêa de. Realidade e absurdo conjugados nos contos de Murilo Rubião. Jornal de Casa. Belo Horizonte, 17 dez. 1978.
BARRETO, Lázaro. O absurdo é rotina. Suplemento do Minas Gerais, Belo Horizonte, 11 out. 1976.
BASSERES, Leonor. Por que não fomos convidados? Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 11 out. 1976.
CAMPOMIZZI FILHO. O convidado. Folha do povo. Ubá, 1 mar. 1975.
CAMPOMIZZI FILHO. O fantástico em termos bíblicos. Diário de Minas, Belo Horizonte, 22 maio 1983.
CAMPOMIZZI FILHO. O fantástico em tom de eternidade. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 2 jul. 1983.
CAMPOS, Paulo Mendes. Um conto de 26 anos. Manchete, Rio de Janeiro, 8 maio 1971.
CHAMMA, Foed Castro. O espaço da cabala em O Convidado. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 10 jan. 1976.
COELHO, Nelly Novaes. Murilo Rubião – do mágico ao fantástico. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 3 jan. 1976.
COUTINHO, Edilberto. Conflitos da condição humana. Fatos e Fotos, Rio de Janeiro, 19 maio, 1983.
DIMENSTEIN, Gilberto. Caixa de realidades. Visão. São Paulo, 4 abr. 1983.
FERRAZ, Geraldo Galvão. Universo Paralelo. Veja, São Paulo, 26 mar. 1975.
FISCHER, Almeida. O mundo fantástico de Murilo Rubião. Suplemento da Tribuna de Imprensa, Rio de Janeiro, 12 jun. 1976.
GAMA, Rinaldo. O peso dos fantasmas. Leia Livros, São Paulo, jun. 1983.
GOMES, Duílio. A solidão constante. Estado de Minas, Belo Horizonte, 17 abr. 1975.
GOMES,Duílio. Um clima muriliano: um convidado, uma festa que não existe e os homens na lua. Estado de Minas, Belo Horizonte, 19 maio 1975.
GORGA FILHO, Remy. Nova lê os livros. Revista Nova, São Paulo, maio 1975.
HOHLFELDT, Antônio. Uma leitura ideológica de Murilo Rubião. Caderno de sábado do Correio do Povo, Porto Alegre, 26 jul. 1975
LEITE, Alciene Ribeiro. A curva vital no realismo mágico. Estado de Minas, Belo Horizonte, 10 nov. 1983.
LISBOA, Luiz Carlos. Nestes contos, o absurdo do cotidiano. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 13 maio 1975.
LUCAS, Fábio. A arte do conto de Murilo Rubião. O Estado de S. Paulo. São Paulo, 21 ago. 1983.
NUNES, Benedito. O convidado. Colóquio/Letras, Lisboa, nov. 1975.
PERONDI, Roselene Lúcia. Murilo Rubião e o absurdo. Correio do Povo, Porto Alegre, 24 maio 1980.
SÁ, Jorge. Pecado e castigo. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 6 ago. 1983.
SABINO, Fernando. A inexistência do convidado. Manchete, 24 fev. 1962.
SCHWARTZ, Jorge. Obra muriliana – Do fantástico como máscara. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 15 mar. 1975.
SCHWARTZ, Jorge. Ficción e ideologia: la narrativa fantástica de Murilo Rubião. Revista Iberoamericana, nº 98/99. Pittsburg, Pennsylvania, jan/jun 1977.
SQUARISI, Dad Abi Chahine. Um mineiro absurdo. José, Brasília, 5 mar. 1980.
VILAÇA, Antônio Carlos. Murilo Rubião, as metamorfoses do mágico. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 2 nov. 1974.
ZAGURY, Eliane. Murilo Rubião. O absurdo convidado ao fantástico. Suplemento do Jornal do Brasil. Rio de Janeiro, 22 mar. 1975.
II.6 - Sobre A casa do girassol vermelho
ALMEIDA, Márcio. A literatura mágica de Murilo Rubião. Estado de Minas, Belo Horizonte, 17 fev. 1979.
ALVARENGA, Terezinha. Murilo Rubião e seu girassol. Estado de Minas, Belo Horizonte, 19 jul. 1980.
ARAÚJO, Henry Corrêa de. Gente, livros & bichos. Estado de Minas, Belo Horizonte, 19 jul. 1980.
BAHIA, Maria Cristina. Este é o mágico Murilo Rubião. Estado de Minas, Belo Horizonte, 5 ago. 1978.
BARRETO, Lázaro. Contos e poemas. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 21 out. 1978.
BRANDÃO, Ignácio de Loyola. Uma leitura que não dá pra interromper. Última Hora, São Paulo, 10 ago. 1978.
CAMPOMIZZI FILHO. Girassol vermelho. Folha de Ubá, Ubá, 12 ago. 1978.
CHRYSTUS, Mirian. Trinta anos depois, a mesma solidão em A casa do girassol vermelho. Jornal de Casa, Belo Horizonte, 20 a 26 ago. 1978.
FARIAS, Marcílio. Murilo Rubião e A casa do girassol vermelho. Correio Brasiliense, Brasília, 4 out. 1979.
FERRAZ, Geraldo Galvão. Para refrescar a cuca, um Woody Allen. Playboy, São Paulo, set.1978.
FISCHER, Almeida. Dois níveis para leitura dos contos de Murilo Rubião. Minas Gerais, Belo Horizonte, 27 out. 1979. Suplemento Literário, n° 682.
GOMES, Duílio. Murilo Rubião – O fantástico de volta. Estado de Minas, Belo Horizonte, 2 set. 1978.
JARDIM, Rachel. Realidade, fantasia, ambas desencantadoras. O Globo, Rio de Janeiro, 22 out. 1978.
LOYOLA BRANDÃO, Ignácio de. Uma leitura que não dá para interromper. Última Hora, São Paulo, 10 ago. 1978.
MENEZES, Carlos. Magia e absurdo de Rubião voltam em A casa do girassol vermelho. O Globo, Rio de Janeiro, 15 set. 1978.
MONTEIRO MARTINS, Júlio César. Insólito mas real. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 16 set. 1978.
MOREIRA, Dalton. A casa do girassol vermelho. Diário de Taubaté, Taubaté, 9 nov. 1978.
MOURÃO, Rui. Fontes Mágicas. Veja, São Paulo, 13 set. 1978.
PONTES, Hugo. A Casa do Girassol Vermelho. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 16 set. 1978.
VOGT, Carlos. A construção lógica do absurdo. Isso existe? Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, 14 fev. 1987. Especial 2, p.4.

II.7 - Diversos

DESTAQUE: SUPLEMENTO LITERÁRIO DO MINAS GERAIS – n° 1060/1061/1062, de 7, 14 e 21 de fevereiro de 1987, Belo Horizonte – Edição Especial organizada por Rui Mourão. Cronologia e bibliografia, ensaios, artigos, reportagens e entrevistas assinadas por Davi Arrigucci Jr., Rui Mourão, Renard Perez, Jorge Schwartz, Álvaro Lins, Fernando Py, Audemaro Taranto Goulart, Fábio Lucas, Humberto Werneck, Nelly Novaes Coelho, Carlos Vogt, Isaías Golgher, Hélio Pellegrino, Paulo Mendes Campos, Ana Maria de Almeida, José Augusto Carvalho, José Maria Cançado, Eliane Zagury, Vera Lúcia Andrade e Wander Melo Miranda. Incluem-se documentação fotográfica, ilustrações de vários autores, e contos de Murilo Rubião. Esta edição do Suplemento Literário do Minas Gerais comemorou os 40 anos da primeira edição de O Ex-Mágico.

ABREU, Caio Fernando. “Livros/Críticas”. Jornal da Tarde, São Paulo, 20 maio 1983.
AMOROSO LIMA, Alceu. Murilo Rubião. In: Voz de Minas. Rio de Janeiro: Agir, 1945.
ANDRADE, Vera Lúcia. “Murilo Rubião: o mágico de Minas”. In: SOUZA, Eneida Maria de (org.). Modernidades Tardias. Belo Horizonte:UFMG, 1968.
AQUINO, Marina. “Mugmurilo distante entre angústias e dragões”. Diário de Minas, Belo Horizonte, 12 dez 1967.
ARRIGUCCI, Davi. O mágico desencantado ou as metamorfoses de Murilo. Prefácio a O Pirotécnico Zacarias. São Paulo: Ática, 1974.
ARRIGUCCI, Davi. O mágico desencantado ou as metamorfoses de Murilo. In: Achados e perdidos. São Paulo: Polis, 1979.
ARRIGUCCI, Davi. “Minas, assombros e anedotas. (Os contos fantásticos de Murilo Rubião)”. Enigma e comentário. São Paulo: Companhia de Letras, 1987.
ASSIS, Júlio; FERREIRA, Harildo. [Murilo Rubião]. Hoje em dia, Belo Horizonte, 30 out. 1988.
“Um Autor: MuriloRubião”. Revista da Semana, Rio de Janeiro, jun/1953.
ÁVILA, Affonso. "Duas vagas na Academia". Estado de Minas. Belo Horizonte, 12 set 1953.
ÁVILA, Affonso. "O escritor mineiro e seu anjo da guarda". Estado de Minas. Belo Horizonte, 19 set 1955.
BARBOSA, Francisco de Assis. “Romance, novela e conto no Brasil”. Cultura, Rio de Janeiro, mai/ago 1949.
BASTOS, Hermenegildo José. Literatura e colonialismo: rotas de navegação e comércio no fantástico de Murilo Rubião. Brasília: Universidade de Brasília/Plano/Oficina/Editorial do instituto de Letras-UnB, 2001.
BIBLIOGRAFIA do Conto Brasileiro. Rubião, Murilo. Rio de Janeiro, Anais da Biblioteca Nacional, 1967, v.2.
BOSI, Alfredo. Murilo Rubião. In: O Conto Brasileiro Contemporâneo. São Paulo: Cultrix, 1975.
BRANCO, Wilson Castelo. Um contista em fase do sobrenatural. Revista Atlântida, Belo Horizonte, abr. 1946.
BRUNN, Albert von. “Murilo Rubião: uma poética do emudecimento. In: MIRANDA, Wander Melo (org.). A trama do arquivo. Belo Horizonte: UFMG, 1995.
CAMPOS, Paulo Mendes. Um conto em 26 anos. In: Os bares morrem numa quarta-feira. São Paulo: Ática, 1980.
CAMPOS, Paulo Mendes. “Conversa de esquina”. Folha de Minas, Belo Horizonte, 09 abr 1944.
CANDIDO, Antonio. “Movimento geral da literatura contemporânea”. O Tempo e o Modo, Lisboa: 87, 1967.
Capes de Portugais. Cours Premier Envoi. Minisère de L’Education Nationale. Centre National D’Enseignement a Distance de Tolouse, 1988.
Cartas recompõem ‘diálogo’ entre escritores. O Estado de S. Paulo. São Paulo, 18 fev. 1995.
CARVALHO, José Augusto. “De Kafka a Rubião”, UFES, Revista de Cultura, Vitória, 2º sem 1967.
CARVALHO, José Augusto. De Kafka a Rubião. Bulletin – Brazilian American Cultural Institute, Washington, maio 1968.
Catálogo Exposição Murilo Rubião - construtor do absurdo. Belo Horizonte: Secretaria Municipal de Cultura de BH; Prefeitura de Belo Horizonte; Fundação Clóvis Salgado, 20 set a 13 out 1991.
“Centro de Vida”, O Globo, Rio de Janeiro, 06 dez 1967.
CÉSAR, Guilhermino. A vida literária. In: Minas Gerais – terra e povo. Porto Alegre, Globo, 1970.
COELHO, Nelly Novaes. [Murilo Rubião]. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 06 ago. 1965. Suplemento Literário.
COELHO, Nelly Novais. Os dragões e outros contos. In: O ensino da literatura. São Paulo: FTD, 1966.
COELHO, Ruy. “Os últimos inconfidentes”, Folha de Minas, Belo Horizonte, 02 jun 1944.
COELHO, Nelly Novaes. Literatura e linguagem. Rio de Janeiro: José Olympio, 1974.
CONDÉ, João. “Ex-Mágico”, Murilo Rubião. Os Arquivos Implacáveis de João Condé. (?)
COUTINHO, Edilberto. “Murilo Rubião e o mineirismo literário”, Diário de Pernambuco, Recife, 15 jul 1956.
COUTINHO, Edilberto. In: Criaturas de papel. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1980.
CHRYSTUS, Mirian. O mágico desencantado dribla o câncer e ri. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 20 set. 1977.
CUNHA, Fausto. Situação do conto. In: Situação da Ficção Brasileira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1970.
D’ELIA, Miguel Alfredo. El sentido de la tierra en la narrativa. In: La literatura del Brasil. Buenos Aires: Universidad de Buenos Aires, 1948.
“Os dez melhores”. Estado de Minas, Belo Horizonte, 24 out 1964.
DIAS, Fernando Correia. In: Líricos e Profetas. Brasília: Thesaurus, 1984.
DICIONÁRIO Literário Brasileiro. Rubião, Murilo. São Paulo: Saraiva, 1969.
DICTIONARY of Contemporary Brazilian Authors. Rubião, Murilo. Center for Latin American Studies. Estados Unidos: Arizona State University, 1981.
DICIONARIO e Literatura. Rubião, Murilo. Rio de Janeiro: Cia. Brasileira de Publicações, 1969.
DICIONÁRIO Prático da Literatura Brasileira. Murilo Rubião. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1979.
DORNAS FILHO, João. O Modernismo. In: Notas para a História da Literatura Mineira. Belo Horizonte, 1960.
DUTRA, Waltensir. Murilo Rubião. In: Biografia crítica das letras mineiras. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Cultura, 1956.
ENCICLOPÉDIA Abril. Conto. São Paulo: Editora Abril, volume 3, 1965.
ENCICLOPÉDIA BARSA. Literatura Brasileira: evolução dos gêneros literários. Rio de Janeiro: Barsa, 1965, v.3.
ENCICLOPÉDIA Delta-Larousse. Literatura Brasileira: a ficção moderna. Rio de Janeiro: Delta, 1967, v.6.
ENCICLOPÉDIA Mirador Internacional. Rubião, Murilo. Brasil III 3.62.10.3.238; Literatura VIII 29.
“Uma enquete entre os escritores”. Folha de Minas, Belo Horizonte, 21 jan 1945.
“Entrego a vocês o Dr. Murilo Rubião”, Diário da Tarde, Belo Horizonte, 14 fev 1953.
EULALIO, Alexandre. Animais de estimação. O Globo, Rio de Janeiro, 23 ago. 1965.
EULALIO, Alexandre. A aventura brasileira de Blaise Cendrars. São Paulo, Edições Quíron, 1978.
FISCHER, Almeida. O mundo fantástico de Murilo Rubião. O áspero ofício. Rio de Janeiro: Cátedra/Instituto Nacional do Livro/Ministério da Educação e Cultura, 1977.
GOMES, Celuta Moreira. O conto brasileiro e sua crítica. Bibliografia (1841-1974). Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 1977.
GOULART, Audemaro Taranto. O conto fantástico de Murilo Rubião. Belo Horizonte: Lê, 1995.
GRAIEB, Carlos. Aprendiz dialoga com Mário de Andrade. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 18 fev. 1995.
GRANDE Enciclopédia Delta-Larousse. Rubião, Murilo. Rio de Janeiro: Delta, 1971.
HOHLFELDT, Antônio. O conto alegórico. In: Conto Brasileiro Contemporâneo. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1981.
LIDMILOVA, Pavla. O conto Brasileiro: a crítica e o sonho. In: Alguns Temas da Literatura Brasileira. Rio de Janeiro: Editorial Nórdica, 1984.
LINHARES, Temístocles. 22 diálogos sobre o conto brasileiro atual. Rio de Janeiro: José Olympio. Cap.3 e 13, 1973.
LINS, Álvaro. Os novos. Jornal da Crítica. Belo Horizonte, 1948.
LINS, Álvaro. Os contos de Murilo Rubião. In: Os mortos de sobrecasaca. Ensaios e estudos, 1940-1960. Civilização Brasileira, 1963.
LOBATO, Manuel. Murilo Rubião. A Gazeta, Vitória, 28 mar. 1967.
LUCAS, Fábio. Ficção brasileira contemporânea. Situação do conto. In: O caráter social da literatura brasileira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1970.
LUCAS, Fábio. A Literatura Nacional. Prosa Translúcida. In: A face visível. Rio de Janeiro: José Olympio, 1973.
LUCAS, Fábio. As experiências induzidas. Reflexos literários da mudança social. Ficção brasileira contemporânea. Situação do conto. In: - O caráter social da literatura brasileira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1970.
LUCAS, Fábio. Aspectos da ficção brasileira contemporânea. Suplemento do Minas Gerais, Belo Horizonte, 27 out. 1973.
LUCAS, Fábio. A arte do conto de Murilo Rubião. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 21 ago. 1983.
MACHADO, Rubem Mauro. Um mestre do conto sempre reescrito e cada vez melhor. O Globo, Rio de Janeiro, 08 dez 1974.
MACHADO FILHO, Aires da Mata. O sempre mágico. Diário de Notícias, Rio de janeiro, 22 fev 1948.
MACHADO FILHO, Aires da Mata. Conto ou romance. In: Inquietação e rebeldia. Belo Horizonte: Itatiaia, 1983.
MEDINA, Cremilda de Araújo. Pioneirismo no conto fantástico. In: A posse da terra. O escritor brasileiro hoje. São Paulo/Rio: Imprensa Nacional. Casa da Moeda e Secretaria da Cultura de São Paulo, 1985.
MERQUIOR, José Guilherme. Crítico à vista. In: As idéias e as formas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981.
MORAES, Marcos Antônio(Org.). Mário e o pirotécnico Zacarias. Cartas de Mário de Andrade e Murilo Rubião. Belo Horizonte: Editora UFMG; São Paulo: IEB-USP; São Paulo: Ed. Giordano, 1995.
MOURÃO, Rui. Fontes mágicas. A casa do girassol vermelho. Veja, São Paulo, 13 set 1978.
MOURÃO, Rui. Murilo Rubião “ O pirotécnico Zacarias”. Colóquio, Lisboa, maio 1975.
MOTA, Carlos Guilherme. Murilo Rubião. In: Ideologia da cultura brasileira. São Paulo: Ática, 1977.
OLIVEIRA, Martins de. Período de cristalização da cultura mineira. O modernismo e o neo-modernismo. In: História da literatura mineira. 2a ed. Belo Horizonte: Imprensa Oficial, 1963.
PAES, José Paulo. O surrealismo na literatura brasileira. In: Gregos & baianos. São Paulo: Brasiliense, 1985.
PEQUENO Dicionário da Literatura Brasileira. Rubião, Murilo. São Paulo: Cultrix, 1980.
PEREIRA, Teresinka. A mágica das elipses e contradições de Murilo Rubião. In: Considerações interpretativas de autores e textos da literatura brasileira. Belo Horizonte, Imprensa Oficial, 1985.
PEREIRA, Teresinha Alves. Dono da palavra. Coimbra: Edições Nova Era, 1975.
PEREIRA, Teresinka. Os dragões e os outros contos. Vida Universitária, México, 13 jan 1974. Reseña de Libros Internacionales.
PEREIRA, Teresinka. A casa do girassol vermelho. Vida Universitária, Monterrey, N.L, México, 11 set 1978. Reseña de Libros y Revistas.
PÓLVORA, Hélio. O mundo sugestivo do conto. In: A força da ficção. Rio de Janeiro: Vozes, 1971.
RAMOS, Graciliano. (Org.), Seleção de Contos Brasileiros. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, s.d.
RUBIÃO, Murilo. In: Anuario Español y Americano del Gran Mundo. Madrid: S.A.E, Gráficas Espejo, 1957 – 1958.
RUBIÃO, Murilo. In: Dicionário de Literatura, Rio de Janeiro: Companhia Brasileira de Publicações, 1969.
RUBIÃO, Murilo. In: Dicionário Literário Brasileiro. São Paulo: Edição Saraiva, 1969.
RUBIÃO, Murilo. In: Bibliografia do Conto Brasileiro. Rio de Janeiro: Anais da Biblioteca Nacional, 1967, vol. II.
RUBIÃO, Murilo. In: Grande Enciclopédia Delta-Larousse. Rio de Janeiro: Delta S/A, 1971.
SARTINGEN, Kathrin. As pirotecnias de Murilo Rubião. Revista Letras Unesp, n. 33, pg.229-236, São Paulo, 1993.
SCHWARTZ, Jorge. Do fantástico como máscara. In: RUBIÃO, Murilo. Prefácio de O Convidado. São Paulo: Quíron, 1974.
SCHWARTZ, Jorge. Murilo Rubião: a poética do uroboro. São Paulo: Ed. Ática, 1981.
SCHWARTZ, Jorge. Murilo Rubião. Série Literatura Comentada.. São Paulo: Abril Educação, 1982.
SILVERMAN, Malcolm. O absurdo no universo de Murilo Rubião. In: Moderna ficção brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1981.
TARANTO, Audemaro. Modernismo no Brasil. In: Estudo orientado de língua portuguesa. São Paulo: Editora do Brasil, 1976.
VASCONCELLOS, Sylvio. O Pirotécnico Zacarias. In: Crônicas do exílio. Belo Horizonte: 1980.
VILLAÇA, Antônio Carlos. A geração de 45. In: Temas e Voltas. Rio de Janeiro: Hachette do Brasil, 1975.
ZAGURY, Eliane. Murilo Rubião, o contista do absurdo. In: A palavra e os ecos. Rio de Janeiro: Vozes, 1971.

III - Dissertações e teses sobre a obra de Murilo Rubião

ALEIXO, Sandra Elis. De memórias e flores: a palavra fantásticas de Murilo Rubião. 2002. Dissertação (Mestrado no Programa Pós-Graduação em Letras/Estudos Literários) - Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, Araraquara, 2002.
ALENCAR, João Nilson Pereira de. A exaustão da palavra - um prototexto para Marina, a intangível de Murilo Rubião. 1992. Dissertação (Mestrado em Literatura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1992.
ALVES, Lecir Maria. Murilo Rubião: a metamorfose de Proteu. 2002. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-graduação lato sensu em Letras) – Universidade Federal de São João Del Rei, São João Del Rei, 2002.
AMARILHA, Marly. From verisimilitude to the fantastic: Machado de Assis, Guimarães Rosa and Murilo Rubião. 1990. Tese (Doutorado) - University of London, UL, Inglaterra, 1990.
BARROS, Terezinha Maria de Melo. Murilo Rubião: a poética de um jogo mágico. 1981. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Letras, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, fevereiro de 1981.
BRAUN, Maria do Perpétuo Socorro Aquino. O fantástico em O pirotécnico Zacarias, de Murilo Rubião. 1986. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação de Letras e Linguística, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, março de 1986.
BREINTENBAH, Alter. As faces do mágico: o fantástico nos contos de Murilo Rubião. 2000. Monografia (Trabalho de conclusão de curso Graduação em Letras) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2000.
CÁNOVAS, Suzana Yolanda Lenhardt Machado. O universo fantástico de Murilo Rubião à luz da hermenêutica simbólica. 2004. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.
CARNEIRO, Flávio Martins. Fogos de artifícios: o discurso de Murilo Rubião. 1991. Dissertação (Mestrado em Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1991.
CLEMENTE, Elaine Domingues. A alegoria nos contos de Murilo Rubião. 2002. 68f. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Literatura) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.
COIMBRA, Adriene Costa de Oliveira. Murilo Rubião, leitor de Machado de Assis. 2002. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em PREPES) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2002.
COSTA VAL, Ana Cristina Pimenta. Recepção crítica da obra de Murilo Rubião. 2001. Dissertação (Mestrado em Teoria da Literatura) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2001.
ESLABÃO, Nívia Simone Lira. O simbolismo nos contos de Murilo Rubião. 1998. Dissertação (Mestrado em Lingüística e Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1998.
FREITAS FILHO, José de Assis. O Bestiário Domesticado: os animais na obra de Murilo Rubião. 1997. Dissertação (Mestrado em Letras e Lingüística) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, 1997.
FURUZATO, Fábio Dobashi. A Transgressão do fantástico em Murilo Rubião. 2002. 175f. Dissertação (Mestrado em Teoria e História Literária) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.
GARCEZ, Lucília Helena do Carmo. A retórica do fantástico nos contos de Murilo Rubião. 1980. Dissertação (Mestrado em Teoria da Literatura) – Curso de Pós-Graduação em Letras e Lingüística, Universidade de Brasília, Brasília, 1980.
GEROLDI, Mary Cristina. O convidado, de Murilo Rubião: o fantástico como representação da realidade. 2001. 45f. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Língua Portuguesa e Literatura) - Faculdade Estadual de Filosofia Ciências e Letras de Cornélio Procópio, Cornélio Procópio, 2001.
GOMES, Rosana. Murilo Rubião e a Bíblia. 2005. Monografia (Trabalho de conclusão de curso Graduação em Português e respectivas Literaturas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.
GOULART, Audemaro Taranto. As mágicas de um mago: o conto de Murilo Rubião. 1985. Dissertação (Mestrado em Literatura Brasileira) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1985.
GREGOLIN, Maria de Fátima Valencise. Mistério e esterilidade. 1983. Dissertação (Mestrado em Teoria Literária) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1983.
KOENEN, Arlete. Mário de Andrade e Murilo Rubião: um diálogo. Monografia (Especialização em Literatura Brasileira de Correspondência Literária) – Departamento de Letras, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, [s.d.].
MEDEIROS, Alex Sandro de. A hipérbole e a reiteração como desencadeadoras do fantástico em Murilo Rubião. 2002. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, 2002.
MEDEIROS, Alex Sandro de. A hipérbole e a reiteração como desencadeadoras do fantástico em Murilo Rubião. 2000. Monografia (Trabalho de conclusão de curso Graduação em Letras) - Universidade Estadual de Maringá, UEM, 2000.
NEGREIRO, Carlos Alberto de. Imagens e imaginações: a poética do imaginário em Murilo Rubião. 2003. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2003.
NÉGRIER, Anabela Bingre de. Pós-modernidade e fantástico no conto Os dragões de Murilo Rubião. 2003. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Teoria da Literatura e Literatura) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, 2003.
NUNES, Sandra Regina Chaves. Murilo Rubião: escrita e reescrita. 1996. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1996.
NUNES, Sandra Regina Chaves. Confluências críticas: Murilo Rubião e Jorge Miguel Marinho. 2002. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.
OLIVEIRA, Helaine de. Análise comparativa da tradição e ruptura nos elementos fantásticos em Murilo Rubião e Bram Stocker. 2004. Dissertação (Mestrado em Letras) – Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2004.
OLIVEIRA, Silvana. Murilo Rubião e a invisibilidade. 1996. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Paraná, 1996.
PAULA, Joana D'Arc Machado de. A configuração do sobrenatural em três contos de Murilo Rubião. 2003. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Letras Português/Inglês e Respectivas Literatura) – Universidade Estadual de Goiás, Goiânia, 2003.
PESSANHA, Cláudia Helena Ribeiro. Invenção e realidade em José J. Veiga, Murilo Rubião e Victor Giudice. 2002. Tese (Doutorado em Letras Vernáculas)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.
POZANNI, Denise. A flor de vidro, de Murilo Rubião. 2004. 15f. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Fundamentos da Leitura Crítica da Literatura) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, 2004.
PULSIPHER, D. Curtis. The use of the Fantastic, Neo-Fantastic, Animals and Humor as Vehicles for Satire in the Works of Juan Jose Arreola and Murilo Rubião. 1985. Tese (Doutorado em Filosofia em Espanhol) – College of University of Ilinois at Urbana-Champignon, 1985.
RIBEIRO, Ana Valéria. O fantástico em Murilo Rubião. 2002. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Fundamentos da Leitura Crítica da Literatura) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, 2004.
SANTOS, Roberto Tadeu dos. O fantástico em Murilo Rubião e Franz Kafka: uma análise comparativa. 2004. Dissertação (Mestrado) - Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2004.
SCHWARTZ, Jorge. Murilo Rubião: a poética do uroboro. 1976. Dissertação (Mestrado em Teoria Literária e Literatura Comparada) – Departamento de Lingüística e Línguas Orientais, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1976.
SILVA, Zilmar Silva da. A alegoria na obra de Murilo Rubião. 2005. Dissertação (Mestrado em Lingüística e Letras) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.
SOUSA, Rosangela Trindade de. O neofantástico em Murilo Rubião. 2002. 68f. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Literatura) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.
THEOBALDO, Carlos Eduardo Pereira. A dimensão simbólica em Murilo Rubião. 2002. Dissertação (Mestrado em Letras Vernáculas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.
TEIXEIRA, Adriana dos Santos. O insólito cotidiano das personagens de Murilo Rubião. 2004. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Lingüística e Literatura Comparada) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2004.
WOITECHUMAS, Régis Medeiros. O imaginário da transcendência na poesia de Jorge de Lima e de Murilo Rubião. 2004. Monografia (Trabalho de conclusão de curso Graduação em Letras) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.

IV - Filmes

A ARMADILHA. Roteiro e direção: Henrique Faulhaber. Rio de Janeiro: [s.n.], 1979 (Curta-metragem).
O EX-MÁGICO DA TABERNA MINHOTA. Roteiro e direção: Rafael Conde. Belo Horizonte: [s.n.], 1987 (Curta-metragem).
O PIROTÉCNICO ZACARIAS. Roteiro e direção: Paulo Laborne. Belo Horizonte: [s.n.], 1981 (Curta-metragem).
TELECO. Maria Helena Silveira. [s.n.t.]


Livros
Bibliografia sobre a vida e obra de Murilo Rubião
Contos em antologias
Contos em jornais e revistas brasileiras
© 2012 . Murilo Rubião . Todos os direitos reservados