AIRP homenageia Murilo pelo Minas

Minas Gerais, Terça-feira, 09 de outubro de 1984 ( Noticiário)

Reunião ganhou para os colegas o título de novo encontro marcado.

Ao agradecer a homenagem, Murilo Rubião transferiu a toda a equipe do MINAS GERAIS a responsabilidade pelas transformações ocorridas no jornal.


Uma reedição de “O Encontro Marcado”. Assim se poderia definir o almoço realizado sábado último, no Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, quando Hélio Pellegrino, Fernando Sabino, Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos, Alphonsus de Guimaraens Filho, José Aparecido e Oliveira e muitos outros amigos se reuniram em torno do poeta e escritor Murilo Rubião para uma homenagem ao diretor-geral da Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais. A iniciativa do encontro e da homenagem foi da Assessoria de Imprensa e Relações Públicas do Governo de Minas, em reconhecimento à “revolução gráfica e editorial” que o MINAS GERAIS vem sofrendo sob a liderança de Murilo Rubião.

Depois de destacar que o MINAS GERAIS, como órgão oficial de informação do Governo de Minas, vem “se superando a cada dia”, o chefe da Assessoria de Imprensa do Governo de Minas, jornalista J.D.Vital, fez a entrega de uma placa ao homenageado, com os seguintes dizeres: “Querido Murilo Rubião: com a nossa amizade, a admiração daqueles que vêem de perto a força do seu trabalho, entusiasmo e liderança na Imprensa Mineira. No MINAS GERAIS, um exemplo mais único do que raro”.


A honra de todos

Numa reunião de escritores, poetas e intelectuais, os discursos em homenagem a Murilo Rubião se sucederam, a começar pela fala de Otto Lara Resende, em nome dos “amigos que emigraram para o Rio de Janeiro”. Para Otto, “a nossa vocação é gostar de você, Murilo. Estamos muito felizes em saúda-lo nesta hora do “Acordo de Minas”. Minas Gerais se une em torno de você, Murilo amigo. Você é a nossa conjunção. Seja feliz para que nós estejamos tranqüilos”.

Segundo o secretário de Cultura, José Aparecido de Oliveira, “Murilo tem o dom, a vocação da unidade, e dando este testemunho temos aqui, desde o reitor moral que é o professor Aires da Mata Machado, até Alphonsus de Guimaraens que, em si mesmo, é o representante da poesia do pai dele”.


Agradecimento

Para Fernando Sabino, “falar de Murilo Rubião é falar de mim mesmo. E eu não tenho por mim mesmo um centésimo da estima e admiração que tenho por Murilo Rubião”. Já Hélio Pellegrino disse que “Murilo Rubião é uma das minhas raízes. Ele é um homem implantado em mim, seja pelo seu vigor literário com o qual eu aprendi muito, seja como amigo”.

Em nome dos companheiros de MINAS GERAIS falou Marcos Noronha. Para ele, “as mudanças no MINAS GERAIS só foram possíveis com a mudança de Governo e com a presença do ex-governador Tancredo Neves, que propiciou e nos incentivou a iniciar esta revolução. Outro motivo foi a presença de J.D.Vital na AIRP, sem o qual esta revolução não seria feita e, lá mesmo no MINAS, o Alcindo Ribeiro, que foi o idealizador.
Com todo o bom exemplo de Tancredo Neves, o atual governador Hélio Garcia também continua nos incentivando a fazer do nosso jornal um jornal ágil. Muito obrigado, Murilo Rubião”.





1944 Mai. - Exposição do Galo
1945 Jan. - 1º Congresso Brasileiro de Escritores
1947 Out. - 2º Congresso Brasileiro de Escritores
1951 Jun. - Notícias Literárias
1951 Out. - A “Academia” da Liberdade
1955 Set. - Um escritor na arena política
1968 Jun. - Grande espetáculo por mês
1971 Mai. - Um conto em 26 anos
1972 Set. - Curt Lange
1974 Out. - O mágico desencantado
1984 Out. - AIRP homenageia Murilo
1986 Mai. - Geração Mineira
1986 Nov. - No vigor dos 70
1987 Set. - Murilo Rubião: O mágico desencantado dribla o câncer e ri
2006 Jul. - Ao mestre Rubião
2006 Out. - Fantasmas, fantoches, fantasias
2006 Set. - O Homem dos Contos
2010 Jun. - Um certo Rubião
© 2012 . Murilo Rubião . Todos os direitos reservados