Carlos Drummond

Carta 3

Rio, 8 julho 1965.

Seus Dragões não metem medo: seduzem e convidam a gente a mergulhar no mundo maravilhoso e tão imbricado no real, que é o da sua ficção. É uma alegria viajar de novo por essas terras. Agradeço-lhe a oportunidade que me deu de fazê-lo, com esse volume que dá belo testemunho da sua arte de contar.
O abraço amigo do seu

Carlos Drummond


Carlos Drummond
Carta 1
Carta 2
Carta 3
Carta 4
Carta 5
Carta 6
Fernando Sabino
Henriqueta Lisboa
João Cabral
João Etienne
Mario de Andrade
Murilo Mendes
Murilo Rubião
Pedro Nava
Silviano Santiago
Várias
   
© 2012 . Murilo Rubião . Todos os direitos reservados